Classificação de Perigo de Movimentos de Massa em Rodovias Utilizando o Método Analytic Hierarchy Process (Ahp). Estudo De Caso: Rodovia Rs-115, Taquara – Gramado, RS.

Fazer Download...

Publicada em 19/06/2017

Discente: Alan Donassollo

Resumo:

As rodovias são classificadas como obras lineares por possuírem a dimensão longitudinal significativamente maior que as demais. Principalmente em um país continental como o Brasil, elas atravessam diversas condições de relevo, solo e hidrologia, onde a estabilidade geotécnica desses empreendimentos é comprometida, podendo trazer graves consequências econômicas, sociais e ambientais. Por conseguinte, é primordial que seja feito uma melhor gestão dos taludes rodoviários com a finalidade de reduzir os gastos de intervenções pós-eventos, que por muitos são considerados como imprevisíveis. O desenvolvimento deste estudo será na rodovia RS-115, que assim como várias rodovias do Brasil sofrem problemas de origem geológico-geotécnicos relacionados a instabilidades de taludes ao longo da via. Em muitos casos há ocorrência de movimento de massa, assim como interdição da via, fazendo com que ocorra custos diretos de obras estruturantes para reestabelecer as condições de tráfego, sem falar dos custos indiretos com o desvio do trânsito de veículos ou na redução da arrecadação da região tendo em vista as atividades de turismo desenvolvidas na região. A premissa básica deste trabalho foi, a partir da proposta metodológica para Classificação do perigo de movimentos de bloco proposta por Corteletti e Filgueira (2015), gerar quantificação e aplicação de índices de perigo (iP) de escorregamento em taludes de corte (solos residuais e colúvios), escorregamentos de taludes em aterro, movimentos de rastejo além do movimento de queda de blocos, que possam afetar a rodovia, ordenados em uma matriz de acordo com os princípios do método Analytic Hierarchy Process (AHP). Ao final deste trabalho foi apresentado uma ferramenta simples, porém muito objetiva, onde gestores de rodovia possam consultar quais são os taludes que devem ser considerados prioritários, segundo o índice iP, para realizar ações mitigadoras quanto ao movimento de massa.

Abstract:

The highways are classified as linear infrastructure because of the longitudinal dimension significantly higher than the others. Mainly in a continental country like Brazil they go through several conditions of relief, soil and hydrology. Geotechnical stability of these projects are compromised and can have serious economic, social and environmental consequences. Therefore, it is essential that a management of the road slopes be done, in order to reduce the expenses of post-event interventions which sometimes are considered unpredictable. The development of this study was the highway RS-115, which, like several highways in Brazil, suffer from problems of geological-geotechnical origin associated to instability of slopes occasionally landslide occurrence, beyond the blockade road. There are direct costs of structuring works to reestablish the traffic conditions, in addition to indirect costs with the deviation traffic of vehicles and decrease of taxes in view of the activities of tourism developed in the region. The aim of this study is to quantify and analyze the hazard indexes of slope excavation (residual soils and colluvium), landfills, creep and rock falls which may affect the highway in ordered to a pattern according to the principles of the Analytic Hierarchy Process (AHP) method, based on the methodological proposal for Classification of the Danger of Block Movements proposed by Corteletti and Filgueira (2015). Therefore, a very objective tool was developed that highway managers can consult which slopes should be considered priority according to the hazard index and to perform hazard reduction actions of the landslide.

Palavras-chave:

rodovia; suscetibilidade; hierarquização; índice de perigo; Analytic Hierarchy Process.

Áreas de Concentração:

- Gestão de Riscos em Geotecnia e Desastres Naturais

Orientadores:

- Rosyelle Cristina Cortelleti

Outros Participantes:


Nucleo de Geotecnia da Escola de Minas | Campus Universitário Morro do Cruzeiro, S/N | Ouro Preto/MG - 35.400-000
Mestrado Acadêmico / Doutorado - 031 3559-1164
Mestrado Profissional - 031 3559-1508